top of page

Uma Nova Era

Após se estabelecer como uma das maiores indústrias de estofados do país e se consolidar no mercado nacional e principais países da América Latina, a Century vive nova fase com a sucessão da direção para os herdeiros naturais, abrindo caminho no próspero mercado norte americano


TEXTO VINÍCIUS LIMA FOTOS JEFFERSON OHARA

Fundada em 1998, a Century ocupa lugar de destaque no mercado moveleiro e de design nacional há mais de 20 anos. Sua história, porém, teve início muito tempo antes, em 1974 quando em Maringá, Paraná, o senhor Antônio Samorano fundou sua primeira loja de móveis. 20 anos mais tarde, em 1994, a família iniciou seu primeiro processo fabril para a produção de estofados em couro. Foi neste momento que a fábrica e todos os processos que regem o universo da produção em escala se tornaram parte fundamental da família Samorano.


A Century surgiu como uma resposta natural às demandas apresentadas por um mercado de estofados que, à época, tinha muitas representações gaúchas, com peças pesadas e de linhas mais rústicas. Nesse contexto Julio Cesar, filho de Antônio Samorano, inovou ao fundar a Century com a proposta de produzir estofados em tecido que atendessem a uma linha mais light, com design arrojado e muito conforto.


Atualmente o corpo diretor da Century integra também os filhos Julio Cesar Samorano Filho (economista) e Nathalia Samorano (arquiteta), que há aproximadamente 4 anos iniciaram uma nova fase da empresa, levando-a a ser eleita, em 2019, a marca de estofados mais reconhecida pelos varejistas do Brasil. Julio Filho e Nathalia representam a quarta geração da família a viver o universo da decoração e do morar bem. “Tudo começou com a marcenaria do nosso bisavô, pai do meu avô. Este conheceu a minha avó vendendo um berço para a irmã dela, então está no sangue, foi assim que crescemos e não consigo me imaginar fora do cotidiano de uma fábrica”, conta Nathalia.


A empresa também exporta para os Estados Unidos, América Latina, Europa e Oriente Médio. Julio Cesar Samorano Filho está à frente de todas as estratégias de expansão de fronteiras da Century. Ele explica que “a evolução que temos feito nos últimos 4 anos e que levou ao desenvolvimento das diferentes linhas de conforto da Century foi determinante para nossa aceitação no mercado americano. Os arquitetos de lá nos relatam constantemente que os estofados da Century somam o design que eles gostam com o conforto que o cliente quer”.


Hoje a Century conta com um departamento voltado exclusivamente para o mercado de exportação, e sua base operacional nos Estados Unidos está localizado no Estado da Flórida. Com isso a Century vai participar em 2021 da feira High Point, nos EUA, pela segunda vez como expositora, com o objetivo de integrar a feira de forma definitiva no circuito mundial de lançamentos da marca. “Este é um marco muito simbólico para nós, porque a Century foi idealizada em uma viagem que nosso pai fez para a High Point décadas atrás, e agora vamos voltar como expositores, em um estande em área privilegiada da feira”, explica Julio. Ao colocar-se à visibilidade para todos os principais varejistas dos EUA por meio da feira mundial High Point, a Century estima duplicar suas operações em território norte-americano em apenas 1 ano.


Diversas feiras integram o circuito de lançamentos anuais da Century, incluindo a Abimad, hoje a principal feira de Alta Decoração da América Latina, com duas edições anuais em São Paulo, onde a Century está desde a sua primeira edição em fevereiro de 2004. “Nossa participação na primeira edição da Abimad foi muito marcante, porque tivemos apenas dois meses para fabricar todas as peças do showroom, encher dois caminhões e partir rumo à São Paulo. Até eu e meu marido costuramos sofás”, se recorda Eliana Samorano, esposa de Julio Samorano.

O carro-chefe da marca são os sofás, reconhecidos pela alta qualidade em termos de ergonomia, design e grande variedade de revestimentos. Esses produtos representam cerca de 78% do faturamento da empresa, que também produz itens complementares como tapetes, mesas de apoio, objetos de decoração, racks e aparadores. Itens que integram o universo dos estofados em um mesmo ambiente.


Alinhados com a postura sustentável da marca, os produtos Century seguem as normas internacionais de uso racional dos recursos naturais, utilizando madeiras de reflorestamento e tecidos de procedência certificada. As ações de responsabilidade social são inúmeras, como a campanha do agasalho que promove a produção e doação de milhares de cobertores; e a Petfarm, uma fazenda para cães abandonados, mantida integralmente pela Century, sob o comando carinhoso de Eliana Samorano.


Outra característica fundamental da Century ao longo de todos os seus anos de história é o fato de ser uma empresa com cultura organizacional de grande porte com atributos fundamentais de uma empresa familiar, principalmente no tato e proximidade com seus clientes varejistas, para quem a Century oferece um atendimento de consultoria que visa qualificar os pontos de venda para estes implantarem uma abordagem de especialista junto ao consumidor final. Isso significa que a marca parte das necessidades, hábitos e estilo de vida de cada consumidor para orientar a melhor solução em produto, caso a caso.


Este é um capítulo muito importante na história do grupo, pois enquanto todas as outras marcas de estofados focam nas características físicas para descrever seus produtos ao consumidor (como densidade, tamanho, cor e tipo de tecido), a Century direciona sua linguagem para os hábitos, estilos de vida e as diferentes soluções em que o produto será usado. Mais que uma estratégia comercial, essa postura de curadoria é um verdadeiro compromisso da Century em oferecer o máximo de conforto, da maneira mais precisa, encantadora e surpreendente possível.


Anualmente a equipe de criação da Century, liderada pela arquiteta Nathalia Samorano, fazem um giro global pelas diferentes feiras de design, sendo as principais delas Maison&Objet em Paris, High Point nos Estados Unidos e, claro, a Isaloni de Milão. “Após passar por esse circuito de feiras nós nos reunimos com o departamento de Inteligência de Mercado, fazemos um briefing da nova coleção e assim começamos a trilhar os caminhos que levarão ao lançamento dos novos produtos, inspirados em tendências globais e principalmente comportamentos de mercado”, explica Nathalia.


Todos estes conceitos são materializados em produtos por meio de um processo fabril extremamente artesanal. Sim, nas linhas de produção da Century encontramos pessoas em cada fase do processo de criação, da costura à tapeçaria, da modelagem ao controle de qualidade... Homens e mulheres em sua maioria com anos e anos de casa, treinados na EDH (Escola de Desenvolvimento Humano), um departamento voltado exclusivamente para o treinamento e capacitação de profissionais sem experiência na indústria moveleira, garantindo não apenas o controle da qualidade Century, mas contribuindo também para o desenvolvimento social de novos trabalhadores.





Comments


bottom of page