top of page

Simone Kay

O resultado final de uma obra nunca é o aparente, ou o que se vê na entrega… O verdadeiro projeto só começa quando o morador entra na casa pela primeira vez. Arquitetura não são espaços vazios, são espaços de (con)vivências


TEXTO VINÍCIUS LIMA FOTOS ACKLEY SERRANO / JEFFERSON OHARA

O lar perfeito é aquele no qual cabem histórias. É por isso que a arquiteta Simone Kay, tão reconhecida pela beleza de suas criações, é referenciada principalmente pela qualidade do seu atendimento, que segue o bom e velho modelo um a um, pessoa por pessoa. “Eu sou uma arquiteta presente, desde a concepção do projeto e principalmente na obra, eu acompanho cada detalhe.” Somente com essa proximidade ela poderia desenhar a parte mais importante do projeto: as vidas que ali habitam. “Sempre tive muito claro dentro de mim que quem vai viver na casa é o cliente. Na minha opinião a função do arquiteto não é impor padrões estéticos, mas sim entender como diferentes pessoas podem ser mais felizes em espaços feitos exclusivamente para elas”. Ainda assim, nestes 15 anos de profissão, é possível discernir o traço de Simone Kay em projetos residenciais e comerciais que são, unanimemente, maravilhosos.


Simone explica que o bom atendimento não passa apenas por entender o desejo do cliente, mas também respeitar o tempo dele: “dentre todas as necessidades de uma pessoa, a maior delas é o tempo. As pessoas vivem debaixo de rotinas aceleradas, por isso eu e minha equipe somos muito flexíveis, para o sonho da casa ideal não se tornar um pesado”.


Nas imagens a seguir você encontra imagens do interior projetado para um casal com uma filha, um apartamento com abundância de luz natural, tons neutros e muito conforto.





Comments


bottom of page