top of page

Cashmere - por Grazi Sossai

Vamos falar de tapetes? Estas peças de origem milenar são elementos que não apenas trazem conforto aos pés, como também são itens indispensáveis na decoração de interiores. Dona de um grande acervo de tapetes, Grazi da Cashmere fala dessa onda que está em alta entre arquitetos e decoradores

FOTO JOÃO PAULO SANTOS


Uma casa sem tapetes é uma casa estéril, sem aconchego e sem vida. Além de proporcionarem conforto, os tapetes são peças coringa na decoração de interiores, sendo capazes de imprimir diferentes moods e sensações aos mais diversos tipos de ambientes, do clássico ao contemporâneo, do rústico ao refinado, do sóbrio ao efusivo e por aí vai…


Quando se fala em formas e tamanho, a gama de opções também é infinita. Retangulares, quadrados, redondos, ovais ou em formatos orgânicos, eles calçam os pisos à maneira do freguês. "Os queridinhos do momento são os formatos orgânicos, que buscam em sua finalidade trazer para dentro dos lares os formatos que encontramos na natureza", explica Grazi Sossai, da Cashmere Tecidos e Artigos de Decoração. Na loja, ela representa diversas marcas, fabricantes e artesãos que produzem peças em tamanhos e formatos personalizados, uma prerrogativa que os arquitetos e decoradores amam!


Das soluções em decoração possíveis através de tapetes, uma é preferida de Grazi: as sobreposições. "Eu amo as sobreposições de tapetes, admiro muito em um projeto essa forma de arranjo e exposição, como exemplo, vejo profissionais adotarem grandes tapetes, que absorvem grande parte do espaço, alinhado com a sobreposição de outra peça menor", explica.


Tal qual a sobreposição de roupas, a sobreposição de tapetes dá margem para a criatividade através da combinação de cores, texturas e formas das mais diversas. "A nossa indústria acompanhou bem este avanço de ideias que a cada dia explodem na imaginação de muitos profissionais, criando assim formas, cores e texturas que possibilitam muitas realizações", conclui Grazi.







bottom of page