top of page

Perspectivas do mercado imobiliário

O mercado imobiliário de Maringá tem surpreendido até mesmo as empresas do setor. Em entrevista à Revista WIT, o diretor da Imobiliária Silvio Iwata, Silvinho Iwata, revela que a empresa registrou crescimento acima do esperado e as expectativas para o ano que vem são muito positivas. Há 46 anos no mercado maringaense, a Imobiliária Silvio Iwata atua no segmento imobiliário, atendendo diversas construtoras locais e nacionais na venda de empreendimentos e de desenvolvimento imobiliário, e também conta com uma grande equipe de locação. Reconhecida pelo potencial de inovação, tem se tornado uma das imobiliárias mais fortes do setor. Confira a entrevista:


[WIT] Como foi o ano de 2022 para o mercado imobiliário?

[SI] O ano de 2022 para o mercado imobiliário em Maringá foi fantástico. Terminaremos este ano com um crescimento de 50%, o que é considerado um recorde histórico da nossa empresa. Muito desse resultado se deve ao aquecimento da indústria da construção civil e também aos lançamentos especiais que realizamos durante este ano.


[WIT] Quando você diz ‘lançamentos especiais’, o que seriam?

[SI] Bom, o consumidor em geral ficou mais exigente. Os bens de consumo, por exemplo, estiveram focados por um bom período na produção em massa, mas essa característica tem migrado para uma produção mais personalizada com o objetivo de atender cada tipo de consumidor. O mercado de imóveis está seguindo a mesma tendência. Os prédios têm cada vez mais personalidade e as pessoas se identificam com isso. Antigamente, os compradores observavam apenas a planta e o preço, hoje temos muitos outros aspectos a considerar na hora de lançar um prédio.


[WIT] Pode me dar um exemplo de personalização em empreendimentos?

[SI] Vou citar dois. Neste ano, lançamos aqui em Maringá o primeiro empreendimento residencial do mundo disponibilizado no Metaverso e no mundo real ao mesmo tempo. Foi um sucesso, vendemos quase tudo em poucos dias. Esse tipo de produto tem um apelo muito forte para o público investidor. Outro exemplo é um empreendimento residencial que lançamos na Zona 8, bem pertinho do Eurogarden. O prédio é literalmente um jardim vertical, com direito a piscina na sacada. Isso só tinha sido visto em 1988 em Maringá, quase 35 anos atrás, com o icônico Royal Garden.


[WIT] E qual bairro ou região tem sido mais procurada?

[SI] Há bairros que estão em alta, como a Zona 08, mas na verdade o consumidor não olha muito para isso. Na maioria das vezes, as pessoas querem morar próximo do trabalho e da escola dos filhos. Apesar de não termos trânsito intenso como na capital de São Paulo, dependendo de onde estiver já é preciso se programar para sair com pelo menos uns 25 ou 30 minutos de antecedência para chegar ao destino em tempo. Nesse contexto, regiões como o alto da Zona 07 estão sendo muito procuradas, porque com uma caminhada de poucos minutos é possível ter acesso ao centro e o investimento é mais baixo se comparado aos imóveis do Centro. Isso também ocorre no segmento de locação, principalmente por causa do menor custo.


[WIT] O maringaense tem investido em imóveis?

[SI] Muito. Passamos por um ciclo turbulento nos últimos anos e o investidor busca acima de tudo segurança. Nesse sentido, o mercado imobiliário de Maringá é muito sólido, com bastante liquidez e bons aluguéis, isso atrai quem é avesso ao risco. Os estoques de imóveis para locação estão mais baixos do que nos últimos anos, o que fomenta ainda mais o investimento. Sem contar que a própria cidade de Maringá já é uma boa vitrine para quem vem de fora. Os nossos indicadores, todos os prêmios que a cidade tem recebido, tudo isso colabora para termos uma dinâmica de forte crescimento.


[WIT] E o que esperar do ano de 2023?

[SI] Continuaremos em alta. Há grandes lançamentos previstos para o ano que vem e muitas unidades já estão reservadas. Essa é a vantagem de viver em uma cidade tão boa quanto Maringá. Inclusive, há bairros recebendo verticalização de alto padrão, o que atrai desenvolvimento para a microrregião. Por ser uma cidade vitrine, Maringá também tem recebido cada vez mais compradores de grandes cidades como São Paulo e Belo Horizonte e, muitos deles, são motivados pelo trabalho remoto que possibilitou às famílias a escolha de viver em uma cidade com mais qualidade de vida. Essa liberdade geográfica é sensacional.


[WIT] Há algum lançamento especial previsto?

[SI] Não posso dizer ainda, mas ano que vem irá surpreender o maringaense no quesito lançamento imobiliário. Teremos um empreendimento no primeiro semestre que vai transformar Maringá, com design de primeiro mundo e proposta muito diferente de tudo o que já vimos por aqui.


[WIT] Por fim, qual a dica para quem quer começar a investir no mercado imobiliário?

[SI] Procure um especialista. O mercado tem muitas opções de produtos e a maioria dos consumidores investidores acaba escolhendo o imóvel que ele mesmo gostaria de morar, o que gera um desencontro, porque nem sempre é o produto ideal para locação. Um profissional sabe identificar o perfil e o objetivo do investidor para oferecer as melhores alternativas de imóveis. Essa análise é primordial. Então, se não quiser errar procure um especialista.




Comments


bottom of page