top of page

Muito Prazer, foi bom pra você?

Falar sobre sexo nem sempre é uma tarefa fácil, porém necessária! Estudos demostram várias formas para pensar sobre sexo, visto que hoje em dia assuntos sobre sexo cercam todos os meios de comunicação ficando cada vez mais em evidência, porém nos últimos anos se observa um declínio na prática sexual, ocasionando um retrocesso sexual principalmente entre as pessoas que vivem em um relacionamento. Estudos apresentam que os casais em meados de 2010 faziam sexo cerca de nove vezes menos por ano em comparação com final da década de noventa.


No momento atual que vivemos devido a pandemia os relacionamentos estão passando por várias “turbulências” devido à falta de conhecimento e intimidade conjugal que os casais não adquiriram antes da união, as brigas e desentendimentos devido ao aumento do tempo juntos (alguns casos 24h durante pandemia) ocasionou a presença física do parceiro(a), porém um distanciamento íntimo/sexual. Mas será que esta intimidade e frequência sexual é responsável para manter um casamento feliz? Seria possível mantermos uma relação amorosa sem o sexo? A resposta pode haver controversas, porém não podemos negar que é indispensável ter uma proximidade com o cônjuge, pois esta ligação faz com que tenhamos um envolvimento, troca e isto amplia o relacionamento, ocasionando mais intimidade e envolvimento entre o casal.


Quando pensamos em um relacionamento amoroso o que nos vem à cabeça? Com certeza o contato íntimo, como beijo, abraço e sexo em algum momento se encaixa neste pensamento, por isso podemos chegar a um consenso que a pratica sexual é essencial e faz parte da vida dos casais, ou deveria fazer! Quando duas pessoas dividem o mesmo teto e não praticam sexo podemos dizer que são companheiros, sócios, amigos, mas não um casal. Claro que devemos levar em consideração o momento de vida de cada pessoa, vale ressaltar que a vontade/libido reduz ao longo dos anos, mulheres entram na menopausa diminuindo a produção de estrogênio e diminuindo a lubrificação vaginal, enquanto os homens perdem a qualidade da ereção, neste momento é necessário um investimento maior no pensar sobre sexo, e criar condições propicias para estimular um ao outro.


O que fazer para mudar a rotina sexual? Como criar mais intimidade com seu amor? Sexo tem que ser um momento de grande intimidade entre o casal, ficar sem roupa e totalmente à vontade na frente da pessoa que você ama ajuda a fortalecer a relação e criar confiança, importante ressaltar que sexo não é apenas penetração, todo jogo de sedução ajuda a construir e preservar a intimidade, como as preliminares, um elogio durante dia, presentes, bilhetes, flores, mensagem no celular, toque, beijo... Faz com que a pessoa sinta maior desejo e vontade.


Um ponto muito importante que devemos compreender sobre a frequência sexual é que fazer sexo todos os dias sem qualidade, não garante uma relação saudável, o sexo tem que ser feito com calma, sem pressa, aproveitando o momento e cumplicidade do casal, o melhor do sexo é deixar os problemas de lado e curtir o parceiro(a), já é comprovado cientificamente que sexo traz uma série de benefícios para saúde, previne doenças, reduz a pressão arterial, reduz estresse aliviando as tensões e ajuda muito na autoestima.

Caso perceba que não está vivendo sua sexualidade de forma satisfatória ou sinta necessidade de compreender melhor sua própria sexualidade, busque um sexólogo.



Cristiano Domingues é sexólogo, graduado em psicologia pela Unicesumar e pós-graduado em Sexologia e Psicanálise pela Universidade Estadual de Londrina

Commentaires


bottom of page